Biblioteca Municipal disponibiliza mais de 400 obras em braile

Espaço tambémoferece à população curso para leitura em relevo

Para fomentar o ensino do Braile,  forma de comunicação que facilita a vida de pessoas com deficiência visual, a Biblioteca Pública Municipal Juscelino Kubitschek oferece, ao longo de todo o ano, um curso gratuito voltado a todos os interessados em aprender a técnica. Além disso, o espaço dispõe de um acervo de cerca de 400 obras escritas em relevopara empréstimo à população.

O curso é ministrado ao longo de todo o ano, à medida que surge demanda. Quando um interessado informa à Biblioteca o desejo de aprender sobre o método, os servidores municipais montam uma agenda de aula para ministrar o conteúdo. O curso é dado por uma profissional treinada e de forma individualizada.

“Receber uma pessoa por vez tem o objetivo de garantir o melhor atendimento possível a cada pessoa que nos procura. O número de encontros também é variável, pois depende do desempenho de cada um, já que o ritmo de aprendizado é sempre diferente entre os alunos”, explicou a coordenadora da Biblioteca, Denise Carvalho.

O curso é aberto tanto para quem tem deficiência visual ou pessoas simplesmente interessadas em conhecer mais da técnica. As aulas podem ser marcadas das 8h até as 13h, de acordo com a disponibilidade da equipe do espaço.

“Ano passado, recebemos pessoas de diferentes perfis e idades, como é o caso de um garoto de 11 anos que se mostrou bastante interessado. Estamos de portas abertas à população, mas ressaltamos que o aprendizado depende diretamente do empenho”, comentou Denise.

Grande acervo

Além de ensinar o método, a Biblioteca Municipal também incentiva a leitura de pessoas que já fazem uso da técnica. Está disponível para empréstimoum grande acervo em braile à disposição para empréstimo. Para levar as obras para a casa, basta ter uma ficha convencional cadastrada no sistema. No entanto, o uso deste recurso é exclusivo para pessoas com comprometimento da visão.

O material fica guardado em uma sala separada no prédio, servindo também de espaço pedagógico durante visitas guiadas de escolas.

Conheça!

O quê: Acervo de braile da Biblioteca Municipal e curso de braile

Onde: na praça Cícero Macedo, Centro

Horário de funcionamento: 2ª a 6ªfeira – 8h15 as 18h45

Para mais informações: 34 3238-5168

Sobre a ADEVIUDI

A ASSOCIAÇÃO DOS DEFICIENTES VISUAIS DE UBERLÂNDIA, também designada pela sigla  ADEVIUDI, foi fundada dia 12 de Agosto de 1972, possui natureza civil, com personalidade jurídica de direito privado, tem caráter comunitário, assistencial, cultural, educativo, esportivo, recreativo, social, beneficente, filantrópico e sem fins lucrativos, sem descriminação religiosa, de etnia, gênero, cor, defensora de direitos plenos da cidadania, defensora do fortalecimento da área social, com sede própria na Avenida Segismundo Pereira, 1355 Bairro Santa Mônica – Uberlândia – MG. Esta constituída há 45 anos. No ano de 2016 realizamos 25.895 atendimentos e temos como nosso maior parceiro a Prefeitura Municipal de Uberlândia.

Imagem da sede da Adeviudi
Sede da Adeviudi